Resultados da busca

4108 resultados encontrados para ""

  • Saae alerta sobre a importância da instalação de reservatório de água nos imóveis

    Medida gera economia ao município e pode garantir o abastecimento de água quando houver eventuais problemas. Revista Imagem - Vilhena-RO | 17/09/2021 - 08:15 O Serviço Autônomo de Águas e Esgotos (Saae) de Vilhena volta a orientar a população sobre a importância da instalação de um reservatório de água nos imóveis. A orientação da Autarquia atende uma das recomendações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que diz que todo imóvel deve ter caixa d’água com capacidade suficiente para atender o consumo por, no mínimo, 24 horas. De acordo com Faiçal Akkari, diretor geral do Saae, a medida visa gerar mais economia nos gastos com a energia elétrica, uma vez que a água para o abastecimento do município é captada em poços tubulares através de bombas submersas. "Atualmente, Vilhena é abastecida por 31 poços tubulares, que dependem de energia elétrica para bombear a água pelo sistema até chegar às residências. Os moradores que possuem caixa d’água com capacidade compatível com o seu consumo, contribuem com a economia, já que as bombas não precisarão ficar ligadas por muito tempo ou em horários de pico”, explica Akkari. Além disso, a instalação do reservatório pode garantir o abastecimento de água quando houver eventuais problemas, como falta de energia elétrica, vazamentos, reparos e manutenção nos poços e nas redes de abastecimento de água. Faiçal também ressalta que as despesas com a energia elétrica serão minimizadas após a conclusão da primeira etapa da obra de Ampliação e Readequação do Sistema de Abastecimento de Água, que irá interligar os poços para unificar a rede de abastecimento da cidade, direcionando a água aos Centros de Reservação, evitando que as bombas dos poços fiquem ligadas de forma ininterrupta. Por Revista Imagem | Fonte: Semcom PMV

  • Cras Itinerante leva atendimento a famílias em assentamento no Distrito de São Lourenço

    Secretarias de Saúde e Educação participaram de ação conjunta com a Semas atendendo dezenas de pessoas. Revista Imagem - Vilhena-RO | 17/09/2021 - 07:55 Na última quarta-feira (15), aconteceu mais uma edição do projeto Cras Itinerante, da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), desta vez na comunidade de São Lourenço, a cerca de 60 km da zona urbana. O evento reuniu também servidores das secretarias municipais de Saúde e Educação no atendimento de famílias da localidade, incluindo visitas a dois assentamentos formados por cerca de 40 famílias. Quase 20 servidores da Prefeitura, entre assistentes sociais, psicólogos, médicos, enfermeiros, vacinadores e pessoal de apoio participaram. "Foi muito gratificante e importante para a população que muitas vezes não tem condições de se deslocar à cidade. Iremos realizar esse tipo de ação mais vezes agora que uma boa parte da população está vacinada contra a covid-19. Foram cerca de 70 atendimentos individuais realizados, sendo 40 cestas básicas entregues, 23 atendimento do bolsa família, cinco atendimentos psicológicos e muitas orientações em geral”, explica o secretário municipal de Assistência Social, Rafael Reis. Nos assentamentos visitados foram dadas orientações sobre benefícios sociais disponíveis aos moradores, entrega de cestas básicas e identificação de algumas pessoas que não haviam tomado a primeira dose da vacina contra a covid-19. A imunização foi feita na escola municipal Tenente Melo, que serviu de ponto de apoio para a ação. Segundo o coordenador da Atenção Básica da Saúde municipal, José Aparecido, a presença da equipe de saúde ajuda a prevenir o agravamento de doenças. “Tivemos pessoas que foram no intuito de algum atendimento pela Assistência Social e que já conseguiram se vacinar, passar por atendimento médico, já que estivemos com dois médicos e enfermeiros para realização de testes rápidos, aferição de glicemia e pressão. Estaremos acompanhando o Cras Itinerante e levando atendimento às pessoas que precisam e estão longe da cidade. Isso evita que qualquer doença ou sintoma evolua para casos mais graves, gerando sofrimento ao paciente e despesas ao poder público que poderiam ser evitadas”, comenta. No local a Semas ofereceu também atendimentos psicossociais, Cadastro Único, Bolsa Família, BPC/Loas, emissão da carteira do idoso, orientação para carteira de trabalho, RG e Carteira do Autista. A Saúde ofereceu vacinas contra a covid-19, vacinas de rotina, preventivo, atendimento médico, teste rápido de Hepatite B e C, Sífilis e HIV. Por sua vez, a Educação ofereceu atendimento educacional e orientações sobre o retorno das aulas presenciais, previsto para o fim de setembro. Por Revista Imagem | Fonte: Semcom PMV

  • Casos de covid-19 reduzem em Vilhena com avanço da vacinação, mas Saúde faz alerta

    A Secretaria Municipal de Saúde já aplicou quase 90 mil doses e tem 61,8% da população imunizada com a 1ª dose. Revista Imagem - Vilhena-RO | 17/09/2021 - 08:18 Desde que foi iniciada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus) em Vilhena, a eficiência da campanha de vacinação contra a covid-19 fica evidente nos dados do Governo Federal. Através de consulta no site LocalizaSUS, do Ministério da Saúde, é possível notar a redução do número de casos confirmados do novo coronavírus conforme a quantidade de vacinas aplicadas aumentou, dia a dia. O gráfico mostra a média móvel de 7 dias para vacinas aplicadas diariamente em comparação com a média móvel de 7 dias para novos casos confirmados de covid-19. As linhas se cruzam no centro do gráfico e formam um "X", tendo a queda no número de casos de covid-19 contrastando evidentemente com a alta no número de vacinados. A enfermeira e secretária municipal de Saúde, Siclinda Raasch, comemora a notícia, mas faz alerta grave para todos, pedindo colaboração. “A prova da seriedade da campanha Vilhena Protegida, que já imunizou a maior parte da população vilhenense está aí. Os dados mostrando que com trabalho bem feito nós podemos salvar milhares de vidas. No entanto, é importante avaliar que nos Estados Unidos, por exemplo, a retirada da obrigatoriedade de máscaras coincidiu com uma nova onda fortíssima de casos e mortes. Apesar de a vacinação avançar, ainda temos muitas pessoas no país contaminadas e o vírus está circulando. O uso de máscaras deve continuar e as medidas de proteção também, com distanciamento social e higienização constante das mãos, entre outras”, explica Siclinda. Na análise dos dados dos norte-americanos, fornecidos pelo site WorldOMeters, é possível notar que logo após o governo daquele país desobrigar o uso de máscaras em toda a população, em maio, os casos voltaram a subir poucas semanas depois, o que aconteceu também com as mortes. A quinta onda nos EUA pode refletir em todo o mundo, devido às conexões comerciais com diversos países, inclusive com o Brasil. “Temos que manter os cuidados. A pandemia não acabou. Desde outubro do ano passado todos os dias surgiram mais de 350 mil casos de covid-19 no mundo, com picos de quase 1 milhão. Se não fizermos nossa parte, podemos voltar a ver isso acontecer no Brasil também”, explica a enfermeira e vacinadora Waleria Prado. Até esta quarta-feira (15), já tinham sido aplicadas 88 mil doses de vacinas contra a covid-19 em Vilhena, sendo que 61,8% da população local já recebeu a primeira dose, porém apenas 23% estão totalmente imunizados, com duas doses ou dose única. Mais lotes de vacinas estão previstos para serem entregues nesta quinta-feira, para que a aplicação da primeira dose retorne. Aqueles com 12 anos ou mais que têm agendamento para segunda dose entre os dias 11 e 19 de setembro, podem procurar a Avec das 8h às 12h, de segunda a sexta-feira para receber a imunização. É imprescindível apresentar CPF, documento pessoal com foto, comprovante de endereço, cartões de vacinas e do SUS, bem como no caso dos menores de idade ir acompanhado de adulto responsável legal. Por Revista Imagem | Fonte: Semcom PMV

  • Saúde renova rede de conservação de vacinas em Vilhena com aquisição de câmaras frias

    “Será uma das maiores e mais modernas rede de frios do Estado”, garante a secretária municipal de Saúde, Siclinda Raasch Revista Imagem - Vilhena-RO | 17/09/2021 - 08:28 Foram adquiridos nesta semana pela Prefeitura de Vilhena 14 câmaras frias para o armazenamento de vacinas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus). O investimento de mais de R$ 180 mil contempla várias unidades de saúde do município e se traduzirá em uma das maiores e mais modernas redes de frios do Estado, com adição de quase 7 mil litros de capacidade de armazenagem. “A substituição dos refrigeradores comuns que temos hoje pelas câmaras frias com controle automático e programável de temperatura, painel de controle e comando, baterias com 24 horas de capacidade, iluminação de LED interna, estabilizador de voltagem e demais características vão representar um avanço importantíssimo para a conservação de nossas vacinas”, explica a enfermeira e secretária municipal de Saúde, Siclinda Raasch. Os recursos utilizados são de Portaria do Ministério da Saúde. Previstos para serem investidos R$ 211,1 mil na compra, o resultado da licitação, publicado no último dia 13 de setembro, revelou que a proposta ganhadora apresentou valor R$ 181,6 mil, o que representou economia de quase R$ 30 mil. A empresa agora deve proceder à entrega nas próximas semanas. Waleria Prado, enfermeira e vacinadora, explica a importância da ação. “Temos diversos parâmetros de temperatura e acondicionamento que precisamos respeitar. Com esses controles automáticos das novas câmaras frias isso ficará mais simples e fácil de ser feito, além de mais preciso. Teremos também um aumento na capacidade de armazenamento, visto que a cidade cresce rapidamente todos os anos, com 2,5 mil pessoas a mais a cada 12 meses, em média”, revela. Eduardo Japonês, prefeito de Vilhena, destaca que os investimentos na Saúde são sempre considerados com mais carinho dentro do orçamento municipal. “Todo valor que investimentos aqui pode representar uma vida salva e por isso sempre nos dedicamos a dar a maior condição para os profissionais trabalharem, garantindo bom atendimento aos vilhenenses”, completa. Por Revista Imagem | Fonte: Semcom PMV

  • Em alta: Vilhena registra 45 novos casos de Covid-19 na quinta-feira

    Vilhena tem oficialmente 56 casos ativos de covid-19, ou seja, pessoas que ainda podem transmitir o vírus. Revista Imagem - Vilhena-RO | 17/09/2021 - 08:28 Vilhena registrou 45 novos casos de covid-19 na quinta-feira (16). Desde o início da pandemia em Vilhena em 5/4/2020, o município registrou 371 vítimas fatais da doença - 262 vítimas eram moradoras de Vilhena e 109 moravam em outros municípios. Já o total de pessoas infectadas é de 14.605 casos. O número de pacientes recuperados é de 14.283 pessoas. Vilhena tem 56 casos ativos de covid-19, ou seja, pessoas que ainda podem transmitir o vírus. O município vacinou 64.180 pessoas contra a covid-19 com a primeira dose e 23.205 pessoas com a segunda dose da vacina ou dose única. Até a noite de ontem, 8 pacientes estavam internados em isolamento na Central de Atendimento à Covid-19 e Hospital Regional de Vilhena, sendo 5 moradores de Vilhena. Destes, 2 estavam na UTI. As taxas de ocupação de leitos para covid-19 em Vilhena eram de 10% na UTI e 25% nas Enfermarias. Rondônia Em todo o estado o total de óbitos desde o início da pandemia é de 6.513 mortes. Já o número total de infectados pelo coronavírus é de 264.671 pessoas. O governo de Rondônia divulgou 1 nova morte e 169 novos casos em seu boletim informativo sobre a covid-19. Por Revista Imagem | Texto: José Antonio Sant'Ana

  • Filme da Disney se passa em Porto Velho, mas tem elefantes na floresta amazônica

    Estrelado por Dwayne Johnson e Emily Blunt, Jungle Cruise se passa numa representação fictícia de Porto Velho no começo do século passado. Revista Imagem - Vilhena-RO | 17/09/2021 - 07:23 Nova aposta dos estúdios Disney para reaquecer as salas de cinema (ou, ao menos, estimular o pay per view do streaming Disney+), “Jungle cruise” é uma verdadeira salada de referências escancaradas. No longa que estreou esta semana, é possível ver elementos de filmes clássicos de aventura fantástica na selva, muito de “Indiana Jones”, “Tudo por uma esmeralda” e “Uma aventura na África”, também um certo humor etílico de “Piratas do Caribe” e pitadas de “Mogli” e “Pocahontas”. Isso, claro, com efeitos visuais para lá de modernos, um elenco estelar liderado por Dwayne Johnson e Emily Blunt, e um orçamento estimado em US$ 200 milhões. Inspirado em uma tradicional atração dos parques Disney, o filme se passa no Brasil, mais especificamente numa representação fictícia de Porto Velho no começo do século passado — filmado, porém, no Havaí. Entre macacos, onça pintada e cobras de todos os tipos, em certo ponto Frank, personagem de Johnson, indica a turistas um passeio para verem elefantes na Floresta Amazônica. Como era de se esperar, há elementos estereotipados na representação fictícia de uma floresta tropical, mas nada digno de grandes cancelamentos. "Nós tivemos conversas sobre como os roteiristas queriam representar nossos personagens, as culturas e o filme. Houve um esforço real para entregar algo respeitoso em termos de representação cultural", garante Johnson. E também para garantir que o personagem de Emily fosse uma representação moderna de uma mulher em 1917. Por Revista Imagem | Fonte: O Globo

  • Vilhena mantém apenas 2 pacientes na UTI da Covid-19

    O município vacinou 64.180 pessoas contra a covid-19 com a primeira dose e 23.205 pessoas com a segunda dose da vacina ou dose única. Revista Imagem - Vilhena-RO | 16/09/2021 - 07:23 Vilhena registrou 10 novos casos de covid-19 na quarta-feira (15). Desde o início da pandemia em Vilhena em 5/4/2020, o município registrou 371 vítimas fatais da doença - 262 vítimas eram moradoras de Vilhena e 109 moravam em outros municípios. Já o total de pessoas infectadas é de 14.560 casos. O número de pacientes recuperados é de 14.238 pessoas. Vilhena tem 56 casos ativos de covid-19, ou seja, pessoas que ainda podem transmitir o vírus. O município vacinou 64.180 pessoas contra a covid-19 com a primeira dose e 23.205 pessoas com a segunda dose da vacina ou dose única. Até a noite de ontem, 7 pacientes estavam internados em isolamento na Central de Atendimento à Covid-19 e Hospital Regional de Vilhena, sendo 4 moradores de Vilhena. Destes, 2 estavam na UTI. As taxas de ocupação de leitos para covid-19 em Vilhena eram de 10% na UTI e 21% nas Enfermarias. Rondônia Em todo o estado o total de óbitos desde o início da pandemia é de 6.512 mortes. Já o número total de infectados pelo coronavírus é de 264.504 pessoas. O governo de Rondônia divulgou 4 novas mortes e 111 novos casos em seu boletim informativo sobre a covid-19. Por Revista Imagem | Texto: José Antonio Sant'Ana

  • Museu da Imagem de Vilhena será lançado no dia 23 de novembro

    Milhares de fotografias antigas estão sendo digitalizadas em iniciativa da Prefeitura de Vilhena com parceria do Ifro. Revista Imagem - Vilhena-RO | 16/09/2021 - 07:15 A história de Vilhena poderá ser consultada pela internet através de fotos históricas digitalizadas em alta qualidade a partir do dia 23 de novembro, aniversário de 44 anos do município. Através do Museu da Imagem de Vilhena (MIV), milhares de fotografias antigas estão sendo digitalizadas em iniciativa da Prefeitura de Vilhena com parceria do Ifro (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia). Coordenado pela Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), o projeto vai funcionar em um site público com mecanismo de busca simples que permita aos usuários encontrar facilmente imagens históricas de Vilhena. “Há muitas iniciativas particulares e coletivas na cidade de resgate histórico e já entramos em contato com elas para agregarmos esses acervos também ao MIV. A proposta do site é permitir que o usuário digite ‘Major’, por exemplo, e apareçam todas as fotos da avenida, divididas por ano ou eventos. É um mecanismo de busca que outras ações ainda não têm e que está sendo programado pela equipe de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Ifro. Inclusive, o site terá inteligência artificial de reconhecimento facial”, explica Herbert Weil, secretário municipal de Comunicação. A digitalização conta com o apoio do então vereador Rafael Maziero, que destinou emenda impositiva para a compra de um scanner óptico ainda em 2020, que é utilizado pela Fundação Cultural de Vilhena (FCV). Já no Ifro, os estudantes do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas já realizaram a digitalização de mais de 4 mil fotografias, sob a supervisão do professor Juliano Fischer Naves. Nesta semana a Prefeitura recebeu mais 15 mil fotos do acervo do jornal Folha do Sul, tiradas ao longo das décadas de existência do veículo de comunicação. Todos que desejarem contribuir podem ceder seus acervos pessoais ou empresariais também para a Semcom, levando as imagens na secretaria das 7h às 13h, de segunda a sexta-feira. As imagens são escaneadas e devolvidas. “Estamos trabalhando no desenvolvimento de uma tecnologia de reconhecimento facial por inteligência artificial através de redes neurais. Isso vai possibilitar que o sistema reconheça os rostos em todo o acervo e o usuário possa encontrar facilmente todas as fotos onde está uma determinada pessoa. É uma maneira de tornar o serviço ainda mais útil e fácil de ser utilizado. A previsão é que consigamos lançar o site até 23 de novembro já com milhares de fotos disponibilizadas”, explica Juliano. O diretor do Ifro, Aremilson Elias de Oliveira, acompanha o processo e destaca a importância da parceria da instituição de ensino com o poder público. “O Ifro nunca teve tantos projetos e ações conjuntas com a Prefeitura como agora. Ficamos felizes em poder contribuir para a comunidade através do conhecimento e dos trabalhos que desenvolvemos aqui. Essa é a função da escola, formar cidadãos que melhorem o mundo”, assegura. Participam do projeto ajudando na digitalização os estudantes Henrique Gadelha, Camila Belegante, Karina Feitoza, Lúdia Bello, Mikeli Cunha, Sulivan da Silva, Nayara Arruda, João Crivelli, Lorena Parlotti. A coordenação é dos professores Juliano Fischer Naves, Roberto Simplício Guimarães e Marco Antônio Augusto de Andrade, enquanto a programação do site é feita pela equipe de alunos Kamily Schwann, Guilherme Alves e o egresso Juliano de Mello, além do professor Marco Antônio. O site é desenvolvido na Fábrica de Software, que é um Programa de Extensão do campus de Vilhena do Ifro e conta com a coordenação dos professores já citados em parceria com o professor Gilberto Pereira e Flávio Lico. Por Revista Imagem | Fonte: Semcom PMV

  • PRF apreende quase 300 Kg de maconha "especial" em Vilhena

    Droga ilícita, de um tipo especial, poderia render até R$ 3,5 milhões aos infratores. Revista Imagem - Vilhena-RO | 15/09/2021 - 09:42 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia, durante atividade de policiamento na cidade de Vilhena (BR 364 Km 01) interceptou um carregamento de um tipo especial de maconha, que era transportado por dois homens que viajavam em um caminhão. A ocorrência foi registrada na tarde desta terça-feira (14). No total, 291,1 Kg da droga ilícita, classificada como maconha Colombia Gold, que conforme relato de um dos detidos teria maior concentração de entorpecente (equiparando-se à droga Skunk), estavam escondidos embaixo da "cama do motorista". O ilícito foi obtido no município de Cruzeiro do Sul/AC e teria como destino final o estado do Mato Grosso. A substância e os infratores foram encaminhados à Polícia Federal em Vilhena para registro da ocorrência. Por Revista Imagem | Fonte: PRF

  • Balde Cheio da Semagri eleva em até 14 vezes a produção de leite em Vilhena

    De 12,7 litros por hectare produtores conseguiram aumentar a produtividade para 175 litros por hectare. Revista Imagem - Vilhena-RO | 15/09/2021 - 07:58 Dezenas de produtores rurais de Vilhena são beneficiados pelo programa Balde Cheio, executado em Vilhena pela Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri). Nesta semana, o prefeito Eduardo Japonês e o secretário municipal de Agricultura, Marcelo “Boca”, visitaram pecuaristas que aumentaram sua produtividade aplicando as técnicas do programa. No fim de semana, o prefeito verificou os resultados positivos do plantel do casal de produtores Carlos Eduardo da Silva, popular “Carlinhos”, e sua esposa Jussara Adriana Farias da Silva, administradores da Cabanha Venceslau. Em 2013, antes de adotarem o programa Balde Cheio, cada vaca produzia 10 litros por dia e cada hectare tinha produtividade de 12,7 litros. Agora, com o Balde Cheio, a produtividade das vacas passou para 20 litros por dia e cada hectare produz um total de 175 litros, um aumento de quase 14 vezes. “Os resultados são incríveis e fico feliz de ver que, desde que ajudei a trazer o projeto para Vilhena e a conscientizar os produtores a aderir a ele, a quantidade de leite no município aumentou muito, bem como a produtividade individual de cada um que participa do Balde Cheio. Isso gera mais renda e mais qualidade de vida a todos”, garante o prefeito Eduardo Japonês. Marcelo “Boca” visitou o produtor de leite Cledimar Silva, da Associação dos Pequenos Chacareiros Setor Aeroporto (Apcsa). “Durante a visita acompanhei também o encascalhamento no corredor próximo à propriedade por uma equipe da nossa patrulha mecanizada do Porteira Adentro. O Balde Cheio capacita os pequenos produtores de leite com técnicas, práticas e processos agrícolas, zootécnicos, gerenciais e ambientais desenvolvidos inicialmente pela Embrapa e agora difundidos pela Semagri. É muito bom vermos que o trabalho dá resultados importantes e práticos na vida das pessoas”, conta Marcelo. Interessados em fazer parte do programa podem procurar a Semagri de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, no prédio do antigo Verdurão, na avenida Jô Sato (BR-174). Por Revista Imagem | Fonte: Semcom PMV

  • Saúde prepara projeto para cerca de 3 mil cirurgias eletivas em Vilhena

    Está marcado também já para outubro a realização de nova etapa de cirurgias de catarata com previsão de pelo menos 450 consultas. Revista Imagem - Vilhena-RO | 15/09/2021 - 07:32 Após a permissão do Governo do Estado no fim de maio para a retomada na realização de cirurgias eletivas, a Secretaria Municipal de Saúde iniciou uma força-tarefa para atender o maior número de pacientes possível. De lá para cá foram feitas mais de 230 cirurgias eletivas no Hospital Regional de Vilhena (HRV), sendo 70 ginecológicas e 165 de ortopedia ou outras especialidades. Devido ao represamento de cirurgias eletivas causado pela pandemia, o projeto “Acelera Saúde” está em elaboração para realizar cerca de 3 mil cirurgias em breve. De acordo com relatório da empresa Medicando, responsável pelo centro obstétrico, foram feitas mais de 50 laqueaduras, histerectomia, salpingectomia, drenagem de abcessos, anexectomia entre outras cirurgias eletivas ginecológicas pela empresa. Outras cerca de 20 foram realizadas pelo Hospital Regional. Ao mesmo tempo, conforme levantamento do Serviço de Prontuário do Paciente do HRV, outras cerca de 165 cirurgias eletivas foram realizadas no período, totalizando cerca de 235. “Para evitar o aumento da contaminação do novo coronavírus em ambiente hospitalar, o Ministério da Saúde e o Governo do Estado suspenderam a realização das cirurgias não urgentes desde março de 2020. Assim, houve um represamento, ficamos impossibilitados de realizar as cirurgias eletivas. Hoje 60% dos pacientes que aguardam eletivas são apenas desse período. Naturalmente alguns se transformaram em emergências e foram operados. Mas agora com o mutirão em elaboração poderemos sanar boa parte das pendências em Vilhena e no Cone Sul. São quase R$ 6 milhões de investimento”, explica a enfermeira e secretária municipal de Saúde, Siclinda Raasch. Os recursos são do deputado federal Léo Moraes. “Temos a missão de oferecer uma saúde de excelência. A UPA é um exemplo disso. O pronto-socorro de quase 40 anos do Hospital passa por reforma e agora temos um espaço mais amplo, moderno e confortável para os pacientes. O resultado? Quase dobramos o número de atendimentos nestes primeiros 30 dias. Com as eletivas vamos realizar a maior força-tarefa de cirurgias da história da cidade, atendendo 2,3 mil vilhenenses e cerca de 700 moradores de outras cidades do Cone Sul”, garante o prefeito Eduardo Japonês. O médico Jânio Marques Vieira, que trabalha na elaboração do projeto explica que uma comissão já trabalha com afinco na preparação dos insumos e da logística. “Temos uma comissão somente para isso, formada por profissionais dos setores envolvidos, como enfermagem, gerências, medicação, e outros. Faremos trabalho de pré, trans e pós-operatório em todos os pacientes, promovendo avaliações prévias de todos os pacientes já regulados. Essa reavaliação vai, naturalmente, reclassificar muitos deles na lista de prioridades. No ‘Acelera Saúde’ faremos pelo menos seis exames laboratoriais antes da cirurgia, o que pode resultar em quase 20 mil análises laboratoriais, além de manter o paciente até 48 horas internado após a operação. É um trabalho imenso que precisa ser feito com cuidado, para nada sair errado”, revela. Está marcado também já para outubro a realização de nova etapa de cirurgias de catarata com previsão de pelo menos 450 consultas de avaliação com posterior operação do segundo olho para aqueles que já realizaram a cirurgia na primeira etapa do “Projeto Visão”, feito com recursos de emenda da deputada federal Jaqueline Cassol. Por Revista Imagem | Fonte: Semcom PMV

  • Prefeitura convoca cinco técnicos em enfermagem e providencia mais um médico UPA 24h

    Também foram convocados 16 técnicos em enfermagem para o Hospital Regional. Revista Imagem - Vilhena-RO | 15/09/2021 - 07:32 A Prefeitura de Vilhena convocou cinco técnicos em enfermagem para atuar na UPA 24h a fim de ampliar e melhorar os serviços no local. Das cinco convocadas, duas já estão prestando atendimento na unidade. Além disso, um médico visitador dos pacientes em observação foi providenciado, atuando durante o período da manhã para desafogar o atendimento na unidade, que aumentou 70% em relação ao número de atendimentos realizado no pronto-socorro no Hospital Regional de Vilhena (HRV). "Nós temos buscado contratar profissionais em todas as áreas para podermos atender a demanda da nossa cidade e também de outras cidades da região. A UPA já está atendendo mais pessoas que o pronto-socorro atendia quando era no Regional e isso exige mais profissionais. É o que estamos fazendo", explica Siclinda Raasch, enfermeira e secretária municipal de Saúde. O diretor da UPA, Frank Feitosa, informou que tanto os servidores quanto a população já conseguiram se habituar ao novo local para atendimentos de urgência e emergência. "Já estamos com a UPA em funcionamento desde o dia 10 de agosto e rapidamente percebemos que a população entendeu sobre o pronto-socorro ter sido deslocado para esta unidade. Os servidores que não faziam parte desta unidade também já nos primeiros dias conseguiram se estabelecer. Esses técnicos que estão vindo somarão a nossa equipe e poderemos manter um atendimento de qualidade a população", garantiu. O quarto médico permanecerá na unidade durante a parte da manhã fazendo avaliações e atendimentos em todos os pacientes em observação. “Temos três setores de internação provisória na UPA, um para homens, outro para mulheres e outro para crianças, que está até decorado com adesivos infantis. Esses leitos recebem pacientes que precisam de estabilização ou aguardam liberação de leitos no HRV ou já em outras cidades. O médico visitador fará o controle deles, evitando que os médicos das urgências ou das clínicas precisem parar de atender para ir até os leitos”, diz Siclinda. Frank destaca que nesta semana está tratando também com o Governo do Estado para a disponibilização de sistema para agilizar a classificação de risco de cada paciente. Dessa forma, todos poderão entender o fluxo de prioridades no atendimento e os profissionais da triagem terão mais agilidade no encaminhamento do paciente. O diretor do HRV, Clair Cunha, também informou que foram convocados 16 técnicos em enfermagem para atender na Unidade. "Nós fizemos a convocação no começo da última semana em substituição a servidores que pediram exoneração ou que se aposentaram. Em breve já iremos estar contando com esses novos servidores", explica. MAIS ATENDIMENTOS - Nos primeiros 30 dias de funcionamento da UPA foram registrados ao todo 6.098 atendimentos, sendo 4.359 atendimentos durante o dia e 1.739 a noite, um aumento de cerca de 70% em relação ao número de atendimentos realizados enquanto o pronto-socorro funcionava no HRV. A UPA 24h fica localizada na avenida Juracy Correa Muller, no parque São Paulo, a 200 metros da avenida Paraná. Por Revista Imagem | Fonte: Semcom PMV

  • Covid-19: Vilhena registra novo óbito por covid-19 e 45 novos casos

    Município registra o menor número de pacientes internados na UTI Covid no ano. Revista Imagem - Vilhena-RO | 15/09/2021 - 07:15 Vilhena registrou 1 novo óbito e 45 novos casos de covid-19 na terça-feira (14). O óbito registrado foi de uma mulher, moradora de Corumbiara, de 61 anos. Desde o início da pandemia em Vilhena em 5/4/2020, o município registrou 371 vítimas fatais da doença - 262 vítimas eram moradoras de Vilhena e 109 moravam em outros municípios. Já o total de pessoas infectadas é de 14.550 casos. O número de pacientes recuperados é de 14.236 pessoas. Vilhena tem 48 casos ativos de covid-19, ou seja, pessoas que ainda podem transmitir o vírus. O município vacinou 62.428 pessoas contra a covid-19 com a primeira dose e 21.127 pessoas com a segunda dose da vacina ou dose única. Até a noite de ontem, 7 pacientes estavam internados em isolamento na Central de Atendimento à Covid-19 e Hospital Regional de Vilhena, sendo 4 moradores de Vilhena. Destes, 2 estavam na UTI. As taxas de ocupação de leitos para covid-19 em Vilhena eram de 10% na UTI e 21% nas Enfermarias. Rondônia Em todo o estado o total de óbitos desde o início da pandemia é de 6.508 mortes. Já o número total de infectados pelo coronavírus é de 264.395 pessoas. O governo de Rondônia divulgou 2 novas mortes e 78 novos casos em seu boletim informativo sobre a covid-19. Por Revista Imagem | Texto: José Antonio Sant'Ana

  • Sicoob Credisul adquire AVEC e projeta consolidação de seu braço educacional

    Coopevi será transferida para a sede do Campus Liliane Gonzaga e passará a gerir os cursos superiores a partir do próximo ano. Revista Imagem - Vilhena-RO | 14/09/2021 - 07:25 A Sicoob Credisul reuniu jornalistas para uma coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (13), no Centro de Treinamento e Cultura Sicoob Credisul, na cidade de Vilhena, sede da cooperativa de crédito. Em pauta, a aquisição da faculdade AVEC pela cooperativa. Vilmar Saúgo, diretor executivo da Sicoob Credisul, explicou os principais pontos dessa transação e o que motivou a compra da faculdade. Segundo Saúgo, primeiramente é preciso destacar que a negociação passa pelo 7º princípio do cooperativismo, que é o “Interesse pela Comunidade”, onde as cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentado das suas comunidades. Nesse sentido, Saúgo destaca que a Sicoob Credisul fez grandes investimentos no aeroporto de Vilhena, que foi o primeiro do interior do estado a retomar os voos comerciais interrompidos em 2020 por conta da pandemia e por problemas estruturais nos aeroportos. “Isso foi possível em função da parceria da Sicoob Cresidul com o Governo do Estado”, afirmou. Outro ponto, é o investimento na área de saúde. “Estamos prestes a resolver um problema crônico de saúde em Vilhena, com a construção do Hospital Cooperar, que está em fase final de conclusão. Tudo isso graças ao crescimento meteórico que a Sicoob Credisul nos últimos anos que nos coloca na quarta posição entre as maiores cooperativas do Sicoob no Brasil. Assim, a Sicoob Credisul partiu para consolidar seu terceiro grande projeto dentro deste princípio, que é ampliar sua participação na área educacional. A Sicoob Credisul já tem seu braço educacional que é a Coopevi (Cooperativa Educacional de Vilhena), que atua na educação básica (infantil, fundamental e médio) desde 2006. “A aquisição da AVEC é um passo a mais nesse projeto. E este processo se dará em algumas etapas, que passa primeiramente pela mudança da Coopevi para esse novo imóvel, a atuação da coopevi na educação superior, e a criação de um centro de tecnológico e de formação de mão de obra”, explica Vilmar Saúgo. Centro Tecnológico e de Formação Sobre esse último item, a cooperativa pretende atuar em diversas frentes. Na formação de mão de obra, o centro vai servir não apenas aos colaboradores da Sicoob Credisul, mas também as demais cooperativas do sistema no norte e centro oeste do país, além de atender todos os seguimentos da sociedade de Vilhena e da região. No quesito tecnológico, a cooperativa pretende implantar no local, um acelerador de tecnologia. “Queremos fazer com que nossos jovens possam desenvolver tecnologia de qualidade, como aplicativos, e que possam ganhar dinheiro com isso”, assegurou Saúgo. Faculdade O diretor executivo da Sicoob Credisul explicou também, que a aquisição da faculdade AVEC foi total. Ou seja, não foram comprados apenas o imóvel e o mobiliário. Os cursos superiores da faculdade vieram no negócio e já foram transferidos para a Coopevi. “A Coopevi passa agora a atender os cooperados e a sociedade em geral desde o berçário até o nível superior, dando um grande salto nesse projeto educacional”, comemora Saúgo. A Coopevi já trabalha inclusive na organização do vestibular 2022 para os cursos de Direito, Administração e Contábeis. Uma comissão com membros da cooperativa e da AVEC trabalha no processo de transição até dezembro. A partir de 1º de janeiro de 2022, a AVEC sai de cena e a Coopevi passa a administrar sozinha a nova faculdade. A ideia não é mudar apenas o nome e a gestão e sim transformar os cursos de Administração e Contábeis em cursos de altíssimo nível, e melhorar ainda mais o nível do curso de Direito, que já é considerado um dos melhores do estado. “Lembramos que o curso de Direito da AVEC já tem uma qualidade elevada, com ampla aprovação no exame de ordem da OAB. O que vamos fazer é melhorar ainda mais esse nível. Queremos verdadeiramente qualificar nossos administradores, contadores e profissionais do direito para o mercado de trabalho, e sermos referência no nível superior, como já somos na educação básica”, projeta Saúgo. Investimento Ausente, na coletiva por compromissos em Brasília, o presidente do conselho administrativo da Sicoob Credisul, Ivan Capra, encaminhou mensagem considerando que, além de um bom negócio do ponto de vista empresarial, a Sicoob Credisul também viu essa aquisição como uma oportunidade de preservar um imóvel que é praticamente um patrimônio da cidade, devido a história da AVEC com Vilhena. E sobre o imóvel propriamente, além de sediar a Coopevi e o centro de formação que será implantado, ele também servirá para as assembleias da Sicoob Credisul. “Temos dois anfiteatros lá e isso vai nos servir muito para as assembleias e demais eventos”, projetou Ivan Capra. Por Revista Imagem | Texto: José Antonio Sant'Ana

  • Festival de Música é anunciado pela Fundação Cultural de Vilhena

    Inscrições para profissionais e amadores estão abertas com quase R$ 40 mil em prêmios; veja detalhes. Revista Imagem - Vilhena-RO | 13/09/2021 - 13:32 Um dos maiores eventos musicais de Vilhena acontece neste ano em Vilhena: o Femuvi (Festival de Música de Vilhena). Realizado pela Fundação Cultural de Vilhena (FCV) o evento premiará artistas musicais amadores e profissionais com uma soma total de quase R$ 40 mil. As inscrições vão até outubro, as audições acontecem em novembro e os shows estão previstos para durar três dias, entre 3 e 5 de dezembro. “Queremos levar a Cultura até as pessoas. Com esse festival esperamos aproximar ainda mais as pessoas das atividades da Fundação Cultural, pois a arte é para ser apreciada por todos. Os shows não terão ingresso e toda a população vai poder prestigiar artistas locais de qualidade em uma programação de vários estilos e durante três dias”, explica o prefeito Eduardo Japonês. França Silva, presidente da FCV, explica que o pedido de popularização da Cultura vem do prefeito e está sendo cumprido pela Fundação. “Neste ano já realizamos muitas atividades e esse festival será um dos pontos altos da nossa programação 2021, com várias audições e apresentações gratuitas ao público. Como a gente sempre diz, a Fundação tá on”, garante. As inscrições para o Femuvi vão até 22 de outubro, enquanto as audições de classificação para as apresentações acontecem de 5 a 28 de novembro. Os shows das finais do Festival de Música de Vilhena serão de 3 a 5 de dezembro de 2021. Os interessados podem se inscrever nas categorias: Amador (Individual, Dupla e Banda), Profissional (Individual, Dupla e Banda) e Infanto-juvenil (Individual, Dupla e Banda). Serão pré-selecionados 15 artistas por categoria e forma de apresentação durante a fase de audições. Já na fase final serão premiados os quatro melhores colocados segundo avaliação feita pela Comissão Avaliadora e uma apresentação será premiada com título de Prêmio Revelação por voto popular. Todas as categorias terão prêmios de R$ 3 mil para o primeiro colocado, R$ 2 mil para o 2°, R$ 1 mil para o terceiro e R$ 500 para o quarto. O artista revelação receberá R$ 900. O total de prêmios chega, assim, a R$ 39,9 mil. O edital completo com as normas para inscrição e mais detalhes pode ser acessado no link: www.bit.ly/EditalFEMUVI. Por Revista Imagem | Fonte: Semcom PMV

  • Aulas gratuitas de zumba são oferecidas pela Semas em Vilhena, no Centro do Idoso

    Projeto começa nesta segunda-feira no Centro do Idoso e será aberto para toda a população vilhenense. Revista Imagem - Vilhena-RO | 13/09/2021 - 13:25 Começa nesta segunda-feira (13), o “Projeto Passo a Passo: Mexa-se Por Dias Melhores”, realizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), que irá ofertar aulas de zumba totalmente gratuitas para toda a comunidade. Os encontros serão semanais, às segundas-feiras, das 17h30 às 19h, no Centro de Atendimento do Idoso (Cati). O objetivo das aulas é colaborar no alívio do estresse, combate à ansiedade, melhora da autoestima e qualidade do sono. Rafael Reis, secretário municipal de Assistência Social, revela detalhes do projeto. “Estávamos pensando nisso há alguns meses, e agora com o avanço da vacinação, colocamos em prática. O projeto vai oferecer à nossa população aulas gratuitas de zumba. Com isso queremos colaborar um pouco com a qualidade de vida, sobretudo após todos estes meses de pandemia. Nossas aulas vão seguir todas as normas de prevenção à covid-19 e toda a comunidade será bem-vinda”, destaca o secretário. O primeiro encontro acontece nesta segunda-feira, a partir das 17h30 e será ministrado pelo instrutor Gilmar Adolfo. O Centro de Atendimento ao Idoso fica localizado na Av. Benno Luiz Graebin, nº 748, no bairro Jardim das Oliveiras. A Semas reitera que todo o projeto será gratuito e aberto a todos os interessados, com foco em poder ajudar quem não tem condições de pagar uma academia ou zumba. Por Revista Imagem | Fonte: Semcom PMV

  • Ministro de Infraestrutura cita Vilhena ao falar de investimentos

    Duplicação da BR-364 em estado vizinho beneficia também Vilhena e obras de ferrovia deve ser iniciada nesta semana. Revista Imagem - Vilhena-RO | 13/09/2021 - 13:18 O Ministro Tarcísio Gomes, do Ministério da Infraestrutura do Governo Federal, citou Vilhena em evento recente ao falar sobre investimentos na duplicação da BR-364 visando o escoamento de grãos do Estado do Mato Grosso. Para o ministro, os próximos anos serão de grande crescimento no setor do agronegócio, chegando à previsão de que o Mato Grosso chegue a produzir até 130 milhões de toneladas de grãos, o dobro do que produz atualmente. Visando melhoria na logística de escoamento, o governo federal informou que trabalha na concessão da BR-364 do trecho que liga Cuiabá a Vilhena, bem como no início das obras da Fico (Ferrovia de Integração Centro-Oeste), que também passará por Vilhena. Tarcísio citou as obras durante a entrega do último trecho da duplicação da BR-163/364/MT, finalizando a ampliação de 168 quilômetros de pistas entre Cuiabá e Rondonópolis, no fim de agosto em Mato Grosso. “Também estamos trabalhando para mais duas concessões rodoviárias no estado: da BR-364, de Cuiabá até Vilhena [em Rondônia]; Quem ganha com isso é o produtor que deixou o seu estado há 30 anos e migrou para cá para empreender e trazer a pecuária, a soja, o milho e que está recebendo a infraestrutura", disse Tarcísio. De acordo com o ministro, no Mato Grosso, o Governo Federal prevê para o mês de setembro o início da construção de mais um trecho da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), a partir de Mara Rosa (GO) até Água Boa (MT) – e com potencial de ser estendida até Vilhena. As obras do primeiro trecho da Fico, que terá 383 quilômetros de trilhos ligando Mara Rosa (GO) e Água Boa (MT), deverão ser lançadas na próxima sexta-feira, 17, de acordo com o presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura, senador Wellington Fagundes. O investimento previsto é de R$ 2,7 bilhões, sendo que 116 mil empregos deverão ser gerados. O projeto da Ferrovia de Integração Centro Oeste é dividido em três trechos. O segundo trecho está em fase de elaboração do projeto básico que corresponde aos municípios de Lucas do Rio Verde (MT) a Vilhena, com 650 km de extensão. O terceiro está em fase de elaboração de estudos de viabilidade trecho correspondente de Vilhena a Porto Velho, com extensão 770 km. Para o secretário municipal de Turismo, Indústria e Comércio de Vilhena, Adilson Oliveira, que também faz parte de uma associação de caminhoneiros, melhorias no trecho, principalmente do Posto Fiscal que faz a divisa entre os Estados de Rondônia e Mato Grosso, são uma grande vitória para o setor. Isso porque a categoria vem pleiteando há muitos anos medidas que visem dar melhores condições aos caminhoneiros, que muitas vezes ficam expostos à chuva e vem sofrendo com danos nos veículos devido às más condições de trafegabilidade. "Nos últimos anos busquei tanto com a bancada de deputados do Mato Grosso quanto com deputados e senadores do nosso Estado, que tivessem olhos para essa categoria. O setor de transportes de caminhões tem um impacto muito grande sobre a economia de Vilhena. Vindo essa duplicação da BR-364 e a reforma do posto fiscal do Mato Grosso, teremos melhores condições de trabalho, menos custos para o dono desses caminhões que acaba necessitando estar sempre trocando os pneus dos caminhões que furam em alguns pontos de má conservação. Então, temos convicção que mesmo esses investimentos sendo no Mato Grosso, Vilhena também irá ganhar muito, principalmente na categoria de transportes", relatou Adilson Oliveira. O prefeito Eduardo Japonês lembra que o planejamento urbano de Vilhena, feito pelos arquitetos e urbanistas do escritório curitibano Jaime Lerner, já preveem a instalação da ferrovia em Vilhena, conforme os projetos federais. “Temos que trabalhar para uma Vilhena do futuro, tratar ela como uma cidade grande que é. Nossos planejamentos e obras levam em conta a vinda da ferrovia, que fará uma transformação completa no município”, explica o prefeito. Por Revista Imagem | Fonte: Semcom PMV

  • Pandemia causa queda de 27 milhões de procedimentos de saúde em 2020

    Informação está em levantamento do Conselho Federal de Medicina. Revista Imagem - Vilhena-RO | 13/09/2021 - 07:45 A pandemia de covid-19 provocou a queda de 27 milhões de procedimentos de saúde que não são de emergência em 2020, como exames e consultas. O dado está em levantamento do Conselho Federal de Medicina (CFM). Segundo o estudo, quando comparados os dados entre março e dezembro de 2020 (do início da pandemia até o fim do mesmo ano) com o mesmo período de 2019, a diferença foi de 26,9 milhões de procedimentos, sendo 16,6 milhões de exames de diagnóstico, 8,8 milhões de procedimentos clínicos, 1,2 milhões de pequenas cirurgias e 210 mil transplantes. Os procedimentos considerados eletivos, que não são de urgência e emergência, tiveram impacto pelo direcionamento de boa parte da estrutura da rede de saúde para atender os pacientes com covid-19. Entre março e abril de 2020, com o avanço da primeira onda da pandemia, houve uma queda quase à metade do número de procedimentos, de 8,1 milhões para 4,8 milhões. Em abril, foram registrados 5 milhões de procedimentos e em maio, 5,6 milhões. Após recuperação, o ano terminou com 8 milhões. Conforme o levantamento do CFM, as áreas mais afetadas entre março e dezembro de 2020, em comparação com o mesmo período no ano anterior, foram as consultas e exames em citopatologia (-51%), neurologia (-40%), anatomopatologia (-39%), cardiologia (-38%), oftalmologia (-34%) e medicina clínica (-33%). No período analisado, deixaram de ser realizados 2,8 milhões de cirurgias. Entre março e dezembro de 2020 foram realizados 4,6 milhões de procedimentos desse tipo, contra 7,5 milhões no mesmo período em 2019. Quando considerados os números absolutos, os procedimentos que tiveram mais impacto foram os da área de oftalmologia (-6,2 milhões), seguidos por radiologia e diagnóstico de imagem (-5,3 milhões), médico-clínico (-2,8 milhões) e radioterapia (-2,5 milhões). Sofreram grandes quedas exames como os de gasometria (medição de quantidade de O2 e CO2 no sangue), câncer e Papanicolau. Outros procedimentos afetados foram o atendimento em centro de atenção psicossocial, cauterização de lesões na pele e atendimento para indicação ou inserção do dispositivo intrauterino (DIU). Por regiões, as mais afetadas foram a Nordeste (-31%), Sul (-29%), Sudeste (-27%) e Norte (-21%). Entre estados, as reduções mais intensas se deram em Alagoas (-47%), no Piauí (-45%), Amazonas (-38%), Espírito Santo (-36%), emMato Grosso do Sul e Sergipe (-35%). 2021 No 1º semestre de 2021, o número de procedimentos eletivos foi de 50 milhões, 20% a mais do que no 1º semestre de 2020, quando foram registrados 41,6 milhões de consultas, exames e cirurgias. Quando comparado com o 1º semestre de 2019, o número representa uma queda de -14%. O Conselho Federal de Medicina avalia que é possível adotar uma série de medidas para tentar compensar a queda, como campanhas junto aos pacientes, sobretudo para os que têm doenças crônicas. Ministério da Saúde O Ministério da Saúde afirmou, em nota, que a organização dos procedimentos de saúde e dos critérios para definir prioridades cabe aos estados e municípios. Segundo a nota, o órgão disponibilizou R$ 350 milhões em recursos adicionais para esse tipo de procedimento. De acordo com a pasta, no primeiro semestre foram realizados 3,7 milhões de cirurgias eletivas, com aumento em relação ao mesmo período de 2020, com 3,4 milhões desses procedimentos, mas ainda queda se comparado ao primeiro semestre de 2019, quando equipes de saúde fizeram 4,9 milhões de cirurgias. Por Revista Imagem | Texto: Jonas Valente

  • Covid-19: Vilhena tem 43 casos ativos e 4 pacientes internados na UTI

    Após dias de alta, os números voltaram a baixar no município neste final de semana. Revista Imagem - Vilhena-RO | 13/09/2021 - 07:15 Vilhena registrou 4 novos casos d e covid-19 no final de semana. Após dois dias de alta, os números voltaram a baixar. Desde o início da pandemia em Vilhena em 5/4/2020, o município registrou 370 vítimas fatais da doença - 262 vítimas eram moradoras de Vilhena e 108 moravam em outros municípios. Já o total de pessoas infectadas é de 14.488 casos. O número de pacientes recuperados é de 14.179 pessoas. Vilhena tem 43 casos ativos de covid-19, ou seja, pessoas que ainda podem transmitir o vírus. O município vacinou 62.428 pessoas contra a covid-19 com a primeira dose e 21.127 pessoas com a segunda dose da vacina ou dose única. Até a noite de ontem, 10 pacientes estavam internados em isolamento na Central de Atendimento à Covid-19 e Hospital Regional de Vilhena, sendo 6 moradores de Vilhena. Destes, 4 estavam na UTI, sendo 1 intubado. As taxas de ocupação de leitos para covid-19 em Vilhena eram de 20% na UTI e 25% nas Enfermarias. Rondônia Em todo o estado o total de óbitos desde o início da pandemia é de 6.503 mortes. Já o número total de infectados pelo coronavírus é de 264.210 pessoas. O governo de Rondônia divulgou 1 nova morte e 22 novos casos em seu boletim informativo sobre a covid-19. Por Revista Imagem | Texto: José Antonio Sant'Ana

  • Vilhena volta a registrar morte por covid-19 e novos casos da doença disparam

    Foram 69 casos novos de covid-19 nesta sexta-feira. Um número 23 vezes maior que o registrado há 2 dias atrás. Revista Imagem - Vilhena-RO | 10/09/2021 - 20:15 Vilhena registrou 1 morte por covid-19 e 69 novos casos da doença nesta sexta-feira (10). O aumento gradual preocupa a população. Na quarta foram registrados 3 casos e ontem 24. O óbito registrado hoje foi de uma mulher, moradora de Cerejeiras, de 71 anos. Desde o início da pandemia em Vilhena em 5/4/2020, o município registrou 370 vítimas fatais da doença - 262 vítimas eram moradoras de Vilhena e 108 moravam em outros municípios. Já o total de pessoas infectadas é de 14.484 casos. O número de pacientes recuperados é de 14.179 pessoas. Vilhena tem 39 casos ativos de covid-19, ou seja, pessoas que ainda podem transmitir o vírus. O município vacinou 62.428 pessoas contra a covid-19 com a primeira dose e 21.127 pessoas com a segunda dose da vacina ou dose única. Até a noite de ontem, 8 pacientes estavam internados em isolamento na Central de Atendimento à Covid-19 e Hospital Regional de Vilhena, sendo 5 moradores de Vilhena. Destes, 2 estavam na UTI, sendo 2 intubados. As taxas de ocupação de leitos para covid-19 em Vilhena eram de 10% na UTI e 25% nas Enfermarias. Rondônia Em todo o estado o total de óbitos desde o início da pandemia é de 6.495 mortes. Já o número total de infectados pelo coronavírus é de 264.015 pessoas. O governo de Rondônia divulgou 1 nova morte e 91 novos casos em seu boletim informativo sobre a covid-19. Por Revista Imagem | Texto: José Antonio Sant'Ana