top of page

Idaron realiza ações contra raiva em mais de 780 propriedades rurais de Colorado do Oeste

Ação identificou 33 propriedades com possível presença de abrigo de morcegos hematófagos.
 

Revista Imagem - Vilhena-RO | 12/04/2024 - 08:08


Com o intuito de conscientizar a população sobre os perigos da raiva no rebanho, bem como, medidas de controle e prevenção da doença em mais de 780 propriedades rurais, na região de Colorado do Oeste. O Governo de Rondônia executou uma força-tarefa, por meio de ações estratégicas, que foram desempenhadas em conjunto com a comunidade rural e outras entidades ligadas ao agronegócio.


Durante as visitas técnicas realizadas pela equipe técnica da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril (Idaron), os pecuaristas receberam orientações sobre o protocolo de vacinação do rebanho contra a raiva e outras medidas de prevenção da doença. O trabalho incluiu também, a investigação de possíveis mordeduras de morcegos hematófagos (que se alimentam de sangue) nos animais, bem como a identificação de abrigos desses morcegos, e verificação da existência de animais suspeitos de estarem acometidos com a doença.


De acordo com o gerente de Defesa Sanitária Animal, Fabiano Alexandre dos Santos, 33 propriedades com possível presença de abrigo de morcegos hematófagos foram identificadas. “Nos próximos dias, vamos fazer visitas nesses locais dos abrigos, verificando se há morcegos hematófagos. Além disso, continuaremos o acompanhamento da declaração da vacinação para as propriedades em que a medida é obrigatória. Ao final será feito relatório de foco e nota técnica”, explicou.


No decorrer da megaoperação, os servidores promoveram ainda, ações de educação sanitária, com entrevistas em rádios, reuniões em associações, lojas agropecuárias e outras entidades, além da distribuição de material educativo.


FOCO


A Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril intensificou as medidas de controle e prevenção da raiva animal, no interior do Estado, depois da confirmação de um foco da doença em Colorado do Oeste. A raiva é uma zoonose (doença infecciosa transmitida entre animais e pessoas), que acomete a maioria dos mamíferos, e é transmitida pelo contato direto com a saliva ou através de mordidas ou arranhaduras de um animal infectado.


O coordenador do Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros Domésticos, Ney Azevedo explicou que, a doença não tem cura, e representa grandes prejuízos para a pecuária devido à alta mortalidade de bovinos acometidos pela doença, assim como para sociedade. “A zoonose deve ser prevenida e controlada com veemência, sobretudo pelo seu efeito letal nos humanos”, orientou.


Uma das principais formas de controle, é a notificação da ocorrência de animais doentes à Idaron, para que as medidas de controle e prevenção possam ser aplicadas. Vale ressaltar que, o atendimento, a notificação, e os exames laboratoriais não geram custos ao produtor rural. É importante destacar ainda que, a identificação de foco na propriedade não acarreta em punições e não há interdição da propriedade ou sacrifício do rebanho.


 

Por Revista Imagem | Texto: Toni Francis

コメント


Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
AnuncieAqui_edited.jpg
Expressa.jpg
AnuncieAqui_edited.jpg
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
bottom of page