Fuga alucinada: motociclista foge da PM e bate em viatura antes de ser preso

Publicado em 13/05/2020 às 07h23

Nesta terça-feira (12), uma perseguição policial só teve fim após o infrator Carlos M. S. de O. colidir contra uma radiopatrulha de Polícia Militar na avenida Celso Mazutti, no bairro 5ºBEC, em Vilhena.

Conforme apurado, Carlos pilotava uma motocicleta Honda CG Titan de cor preta, pela rua Antonio Stanger, no bairro Jardim Eldorado, sentido a avenida Paraná, quando foi avistado pelos militares empinando a motocicleta e realizando manobras arriscadas. Foi dada voz de parada ao infrator, contudo, este passou a empreender fuga alucinada pelas ruas da cidade de Vilhena, momento em que transitou pela avenida Sabino Bezerra de Queiros e na sequencia a avenida Paraná, passando pela rotatória da BR-364 em alta velocidade, colocando em risco a própria vida e a de terceiros, momento em que sofreu uma queda e quase foi atropelado por um caminhão, levantou-se rapidamente e continuou a fuga com a moto.

Com o apoio das demais radiopatrulhas de Polícia Militar, o cerco estava sendo fechado, momento em que Carlos convergiu na avenida Celso Mazutti e durante mais uma de suas manobras acabou atingindo uma viatura da PM e sofrendo uma queda, resistindo a prisão e sendo detido. Com a queda, Carlos apresentou luxação no pé esquerdo, sendo encaminhado ao pronto-socorro do Hospital Regional.

O local da colisão com a viatura foi periciado pela Polícia Técnico-Científica (POLITEC) e a motocicleta acabou apreendida e entregue no pátio do CIRETRAN. Após receber alta e ser apresentado na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP), Carlos afirmou que o motivo da fuga dava-se devido ao fato de o mesmo não possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Os policiais militares descobriram ainda que Carlos já foi condenado pela 3º Vara Criminal da Comarca de Ji-Paraná por ter fugido de guarnições da polícia naquela cidade no dia 26 de Fevereiro do ano de 2015, onde também colocou em risco a vida de terceiros e acabou preso após sofrer uma queda. Na época, o motivo da fuga foi o mesmo, Carlos não possuía CNH e praticava manobras arriscadas, bem como resistia a prisões.


O delegado plantonista de Vilhena/RO deverá tomar as medidas cabíveis e Carlos deverá responder criminalmente pelos seus atos na Comarca de Vilhena, com agravante por ser reincidente no mesmo crime de trânsito.

Fonte: Rota Policial News
Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS