Brasil tem 44 mil casos e 984 mortes por covid-19 em 24 horas

Ao todo, cinco estados já ultrapassaram a marca de 200 mil casos da doença.

Revista Imagem - Publicado em 28/08/2020 08:05

O Brasil registrou mais 44.235 casos confirmados de covid-19 e 984 mortes em 24 horas, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Ministério da Saúde divulgados nesta quinta-feira (28/08). O balanço eleva o total de infecções para 3.761.391 e o total de óbitos para 118.649.


Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação.


Ao todo, 2.947.250 pacientes se recuperaram da doença, e 695.492 estão em acompanhamento, segundo o Ministério da Saúde. O Conass não informa número de recuperados.


São Paulo é o estado brasileiro mais atingido pela epidemia, com 784.453 casos e 29.415 mortes. O número de infectados no território paulista supera os registrados na maioria dos países, sendo menor apenas do que o contabilizado nos Estados Unidos (5,8 milhões), Índia (3,3 milhões) e Rússia (972 mil).


A Bahia é o segundo estado brasileiro com maior número de casos, somando 247.853, e o sexto em número de mortos, com 5.178 vítimas. Já o Rio de Janeiro tem 219.198 infecções e 15.859 óbitos, sendo o terceiro em casos, mas o segundo estado com mais mortes.


Além destes três estados, Ceará e Minas Gerais também ultrapassaram a marca de 200 mil casos da doença. Já Pará, Distrito Federal, Maranhão, Santa Catarina, Goiás, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Amazonas, Espírito Santo e Paraíba registram mais de 100 mil infecções.


O Brasil é o segundo país do mundo com maior número de óbitos e casos de covid-19 oficialmente notificados. Só está atrás dos Estados Unidos, que registraram mais de 5,8 milhões de casos e mais de 180 mil mortes.


Já a taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes chegou a 56,5, e ultrapassou a registrada nos Estados Unidos (54,9). Esse número está bem acima do registrado em países vizinhos na América do Sul, como a Argentina (17,6) e o Uruguai (1,2), considerados exemplos no combate à pandemia.


Ao todo, mais de 828 mil pessoas morreram em decorrência do vírus no planeta. Depois de EUA e Brasil, os maiores números absolutos de mortes se concentram no México (62 mil), na Índia (60,4 mil), e no Reino Unido (41,5 mil).

Por Deutsche Welle

Russi 1

Brandão 3

Expressa 3

Recco 1

CNA 1

Souza 1

Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

© Copyright 2020 

Gráfica e Editora Expressa Ltda.

  • Ícone do Facebook Branco