Gigante: Sicoob Credisul chega a R$ 3 bilhões em ativos

Cooperativa nascida em Vilhena se consolida entre as maiores cooperativas de crédito do país.

Revista Imagem - Vilhena-RO | 24/02/2021 - 16:10


A terça-feira (23) foi marcada por uma grande notícia para os cooperados da Sicoob Credisul. A cooperativa de crédito, com sede em Vilhena, anunciou a chegada a R$ 3 bilhões em ativos financeiros administrados pela instituição, consolidando a presença entre as maiores cooperativas de crédito do Brasil. Os ativos são os recursos que a cooperativa administra e engloba depósitos a prazo, depósitos à vista e patrimônio da cooperativa. A marca alcançada reflete a solidez da instituição, que mantém um crescimento consistente e sustentável, além de impactar nas concessões de crédito e geração de novos negócios e empregos nas regiões onde a cooperativa atua.


Ivan Capra, presidente do conselho de administração da Sicoob Credisul, atribui a chegada aos R$ 3 bi em ativos à uma união de forças. “Para nós é uma grande conquista, estamos nos posicionando entre as maiores cooperativas do sistema Sicoob. Essa conquista é graças à confiança e credibilidade conquistada pela equipe de colaboradores, conselhos, diretoria e cooperados. Uma união de forças que propicia um crescimento fora da curva e nos qualifica a alçar voos maiores”, explica.


Como cooperativa, a Sicoob Credisul é uma importante propulsora da economia regional. A oferta de produtos e serviços para empresas locais, por exemplo, tem uma grande relevância para o desenvolvimento das atividades econômicas em vários municípios, contribuindo para que os recursos circulem nas regiões proporcionando geração de emprego e renda para a população. “Sem nossos cooperados, a Sicoob Credisul não teria esse vigor que reflete, inclusive, na geração de empregos. Um exemplo é Vilhena, com mais de 1.400 vagas geradas em 2020, um mil a mais que outros municípios do mesmo porte”, citou Capra.


Vilmar Saúgo, diretor executivo da Sicoob Credisul, dá destaque à forte adesão das pessoas ao modelo e princípios do cooperativismo. “A gente cresce a uma velocidade muito superior à média nacional, porque nunca esquecemos que somos uma sociedade de pessoas, nunca deixamos de nos preocupar com o desenvolvimento local e jamais deixamos de distribuir o resultado da intermediação financeira entre aqueles que produzem resultado. Afinal, no cooperativismo somos sócios, nós ajudamos e, juntos, construímos um mundo melhor para todos”, assinala.


Para Renato Doretto, diretor regional da Sicoob Credisul em Rondônia, o crescimento da cooperativa na região de Porto Velho (RO) é moldado a partir de três pilares principais: equipe engajada, cooperados e comunidade. “O alinhamento da gestão com os princípios, propósito e valores da cooperativa, faz com que toda a nossa equipe se envolva não só com os negócios, mas também


com ações e projetos desenvolvidos pela cooperativa, voltando seus olhos não apenas para os cooperados, mas também para a comunidade em geral. O resultado disso é um círculo virtuoso de crescimento econômico, respeito e prosperidade para a cooperativa e todos ao seu redor”, explica.


Na região de Mato Grosso, a cooperativa é uma alternativa sólida, competitiva, que gera retornos significativos aos seus cooperados e a comunidade, é o que salienta Claudio Roberto Tomazoni, diretor regional da Sicoob Credisul no Mato Grosso. “Nesta região, especialmente, a cooperativa tem apresentado um crescimento robusto, consistente o que fortalece ainda mais para continuarmos investindo em nossas agências, nas pessoas, e claro, seguirmos firmes o nosso projeto de expansão para outras cidades do Estado. Atingirmos a marca de R$ 3 bi em ativos representa muita coisa, especialmente a força da cooperativa e principalmente a confiança depositada pelos nossos cooperados para seguirmos firme com o nosso propósito”, disse.


O crescimento da Sicoob Credisul demonstra também os resultados de sua expansão, aliado à manutenção das concessões de crédito mesmo com cenário adverso, com destaque para os cooperados PJ, principalmente micro, pequenas e médias empresas. A difusão do cooperativismo como alternativa ao sistema bancário, a competitividade em relação às taxas e tarifas, bem como o atendimento personalizado, independente do perfil do cooperado, também contribuíram significativamente no alcance da marca.

Por Revista Imagem | Texto: Aline Mattos

Russi 1

Brandão 3

Expressa 3

Recco 1

CNA 1

Souza 1

Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

© Copyright 2020 

Gráfica e Editora Expressa Ltda.

  • Ícone do Facebook Branco