top of page

Setores compartilham responsabilidades para prevenção da aftosa em Rondônia

Estado já é reconhecido como livre de aftosa sem vacinação.
 

Revista Imagem - Vilhena-RO | 25/08/2021 - 08:58


Em uma conquista inédita, em maio deste ano, Rondônia recebeu o tão almejado selo internacional de área livre de febre aftosa sem vacinação, título concedido pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), que agrega ainda mais valor a carne produzida no estado.


A chancela internacional é fruto dos inúmeros esforços da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril (Idaron), que implementou uma série de ações para combater e prevenir a febre aftosa e outras doenças que acometem os rebanhos, como a brucelose, a tuberculose e a raiva.


Mérito também dos pecuaristas e entidades privadas ligadas ao setor que, seguindo todas as medidas sanitárias adotadas pela Idaron, cumpriram as exigências do Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa), do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa).


No entanto, esse novo status sanitário não encerrou as preocupações relativas a doença, pelo contrário, uniu ainda mais o setor público e o privado no compartilhamento das responsabilidades para prevenção da febre aftosa em Rondônia. E, para debater esse compromisso, delineando cada responsabilidade dentro das estratégias que devem ser adotadas pelo Governo e pelo setor produtivo, a Idaron realizará, dia 10 de setembro, o 3º Fórum Rondoniense de Prevenção da Febre Aftosa, que terá como tema principal as “Responsabilidades compartilhadas entre setor privado e público para manutenção da Zona Livre de Febre Aftosa sem Vacinação”.


“O reconhecimento internacional impacta positivamente na economia e na pecuária rondoniense, uma vez que possibilita a Rondônia o acesso a novos mercados para exportação da carne, mas implica em mais responsabilidades, por parte da Idaron e, principalmente do pecuarista e entidades a fins”, explica o presidenta da Agência, Julio Cesar Rocha Peres.


O Fórum será realizado das 8h30 às 13h (horário local), no auditório Jerônimo Garcia Santana, 9º andar do edifício Pacaás Novos, no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho. O evento também terá transmissão pelo canal da Idaron no YouTube.


Dentre as autoridades confirmadas para o evento estão o diretor do Departamento de Saúde Animal do Mapa, Geraldo Marcos de Moraes, que falará das responsabilidades compartilhadas entre o setor público e privado na prevenção da febre aftosa, e Iram Ferrão, fiscal estadual agropecuário da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), que proferirá palestra sobre a importância da sanidade animal nos lucros da propriedade.

 

Por Revista Imagem | Texto: Toni Francis

Comentários


Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
AnuncieAqui_edited.jpg
Expressa.jpg
AnuncieAqui_edited.jpg
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
bottom of page