top of page

RO tem o sexto maior rebanho bovino do país; Veja dados de outras culturas

A produção de suínos caiu 30% no estado que se matem como maior produtor de tambaqui do país. Já Vilhena lidera a produção de galináceos.
 

Revista Imagem - 15/10/2020 18:10


O rebanho bovino de Porto Velho se tornou o quarto maior do país, segundo Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (15).


Os dados correspondem ao ano de 2019. Porto Velho tem 1,1 milhão de cabeças de gado. Ainda segundo o IBGE, em nível nacional a capital rondoniense perde apenas para São Félix do Xingu (PA) — com 2,2 milhões — , Corumbá (MS)— com 1,8 milhão — e Vila Bela da Santíssima Trindade (MT) — 1,2 milhão.


Em Rondônia, além de Porto Velho, os maiores rebanhos estão nos seguintes municípios:

Nova Mamoré (730 mil cabeças)

Jaru (517 mil cabeças)

Buritis (516 mil cabeças)

Ariquemes (477 mil cabeças).


No levantamento do IBGE, o rebanho bovino rondoniense já é o sexto maior do país, com mais de 14,3 milhões de cabeças.


Os estados campeões são:

Mato Grosso (31 milhões de cabeças)

Goiás (22 milhões de cabeças)

Minas Gerais (22 milhões de cabeças)

Pará (20 milhões de cabeças)

Mato Grosso do Sul (19 milhões de cabeças)

Rondônia (14 milhões de cabeças)


Produção leiteira


A PPM revelou que a produção tem aumentado a cada ano em Rondônia. No ranking nacional, o estado ocupa a sétima posição, com uma produção de mais de um bilhão de litros em 2019. O maior produtor brasileiro é Minas Gerais..


Entre os municípios rondonienses, em 2019 os que mais produziram leite são:


Machadinho D’Oeste (com produção de 81 milhões de litros)

Jaru (78 milhões de litros)

Ouro Preto do Oeste (67 milhões de litros)

Nova Mamoré (63 milhões de litros)

Porto Velho (53 milhões de litros).


Suínos


Já a produção de suínos registrou uma queda de quase 30% em Rondônia. Segundo o levantamento, entre 2015 e 2019 o número de cabeças de suínos caiu de 210 mil para 163 mil no estado.


No ano passado os maiores rebanhos estavam nas seguintes cidades:

Porto Velho (7 mil cabeças)

Cacoal (6 mil cabeças)

Machadinho D’Oeste (5 mil cabeças)

Corumbiara (5 mil cabeças)

Vilhena (5 mil cabeças)


Galináceos


O IBGE diz que foi registrado uma queda na produção de galinhas em Rondônia. Em 2015 eram 3,7 milhões de cabeças e, em 2019, esse número caiu para 3,1 milhões, representando uma diminuição de 16%.


"Apesar de o rebanho rondoniense ter diminuído, Alto Paraíso, Porto Velho, Vilhena, Cacoal e Espigão do Oeste apresentaram aumento", diz o instituto.


Atualmente, os municípios com mais galináceos são:


Vilhena (658 mil cabeças)

Cacoal (566 mil cabeças)

Porto Velho (285 mil cabeças)

Rolim de Moura (96 mil cabeças)

Espigão D’Oeste (91 mil cabeças)


Piscicultura

Neste seguimento o destaque vai para a produção de tambaqui. Rondônia segue como principal produtor do peixe no país, representando 39,7% da produção nacional.


Segundo a PPM, no ano passado foram produzidas 40 mil toneladas de tambaqui no estado. Ariquemes, município do Vale do Jamari, foi maior produtor do peixe no estado (com quase 10 mil toneladas).


Abaixo, veja os maiores produtores de tambaqui no estado:


Ariquemes: 9,3 mil toneladas

Cujubim: 4,1 mil toneladas

Rio Crespo: 2,3 mil toneladas

Mirante da Serra: 2,1 mil toneladas

Monte Negro: 1,9 mil toneladas

 

Da Redação, com informações do G1

Comments


Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
AnuncieAqui_edited.jpg
Expressa.jpg
AnuncieAqui_edited.jpg
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
bottom of page