top of page

Professor de Ji-Paraná é finalista do Prêmio Educador Nota 10

Ele disputa o prêmio com outros projetos de 19 estados brasileiros; vencedor será anunciado na próxima segunda-feira

 

Revista Imagem - Publicado em 15/07/2020 18:04


JI-PARANÁ - Geremias Dourado da Cunha, professor da E.E.E.F.M. Coronel Jorge Teixeira de Oliveira, da cidade de Ji-Paraná, é um dos finalistas da 23ª edição do Prêmio Educador Nota 10, maior e mais importante prêmio da Educação Básica Brasileira. Ao lado de outros projetos de 19 estados brasileiros que disputam o título, o trabalho dele passou pelo olhar criterioso da Academia de Selecionadores.

O projeto Amazônia em chamas: os malefícios do desmatamento e das queimadas, destinado a alunos matriculados na modalidade EJA Ensino Médio da instituição de ensino, teve a preservação e conversação da biodiversidade como tema central. Debater os efeitos da ação humana e das políticas ambientais na sustentabilidade do planeta foi outro objetivo da iniciativa do educador.

Primeiro, ele, que leciona Biologia, propôs a produção de maquetes para resgatar memórias dos estudantes, a maioria deles pequenos produtores rurais, em relação ao local onde vivem. Depois, a turma entrou em contato dados atualizados sobre queimadas e desmatamento.

Geremias integrou as atividades com tarefas que exigiam habilidades de interpretação de gráficos, textos jornalísticos e de escrita. Para isso, contou com o auxílio da professora de Língua Portuguesa da escola, proporcionando, um aprendizado mais completo aos estudantes.

Outras iniciativas

Entre os projetos selecionados, 10 são de língua portuguesa, 5 de educação física, 4 de história e 4 focados no aprendizado de crianças bem pequenas. Artes, ciências da natureza, matemática, geografia, coordenação pedagógica e língua estrangeira, tiveram 3 trabalhos cada, escolhidos. Completam a lista, 2 projetos de diretores e outros 2 para crianças pequenas, além de 1 de cada uma das seguintes disciplinas: física, química, filosofia e biologia, junto com 1 trabalho focado em bebês.

Por ciclo educacional, são 25 do Ensino Fundamental – somados anos iniciais e finais –, 13 do Ensino Médio e sete da Educação Infantil. Há ainda 5 trabalhos de Gestão Escolar. A região do país com maior representatividade entre os finalistas é a Sudeste, seguida pela Nordeste, Sul, Norte e Centro-Oeste.

Reconhecimento e premiação

O reconhecimento e a valorização desses profissionais se dão por meio da divulgação na mídia, redes sociais e um certificado de participação a cada um dos 50 finalistas. Eles também aguardam com ansiedade a seleção dos 10 vencedores, que serão anunciados no dia 20 de julho no programa Encontro com Fátima Bernardes na Globo.

Os 10 vencedores selecionados ganham um vale-presente no valor de R$ 15 mil. Já o Educador do Ano escolhido pela Academia de Jurados, e que será reconhecido ainda neste ano, recebe outro vale-presente, também no valor de R$ 15 mil. As escolas dos vencedores também recebem uma verba para celebração.

O Prêmio Educador Nota 10 foi criado em 1998 pela Fundação Victor Civita que, desde 2014, realiza a premiação em parceria com Abril, Globo e Fundação Roberto Marinho. O Prêmio reconhece e valoriza professores da Educação Infantil ao Ensino Médio e também coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o país. Ao longo das 22 edições anteriores, foram premiados 281 educadores, entre professores e gestores escolares, que receberam aproximadamente R$ 2,85 milhões em prêmios no total.

O Prêmio Educador Nota 10 tem o patrocínio da Fundação Lemann, SOMOS Educação e BDO e o apoio de Nova Escola, Instituto Rodrigo Mendes e Unicef. Desde 2018, é associado ao Global Teacher Prize, prêmio internacional de educação, realizado pela Fundação Varkey.


Confira a lista completa dos selecionados em:

Para saber mais sobre os projetos visite também:

Sobre a Fundação Victor Civita


A Fundação Victor Civita foi criada em 1985 como uma das primeiras iniciativas brasileiras no campo social. Sua missão é valorizar o trabalho de professores e gestores, disseminando as melhores práticas da Educação Básica para auxiliar os educadores brasileiros a enfrentar os desafios de seu tempo. Em 1998, criou o Prêmio Educador Nota 10, o maior e mais importante prêmio da Educação Básica brasileira. Saiba mais em www.fvc.org.br.

Sobre a Fundação Roberto Marinho


A Fundação Roberto Marinho inova, há 40 anos, em soluções de educação para não deixar ninguém para trás. Desenvolve projetos voltados para a escolaridade básica e para a solução de problemas educacionais que impactam nas avaliações nacionais, como distorção idade-série, evasão escolar e defasagem na aprendizagem. Atua em soluções de educação, com foco em correção de fluxo e projeto complementar, e na inclusão de jovens no mundo do trabalho. Seus projetos atuam de forma integrada a diversas outras ações relacionadas às 10 competências da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), visando contribuir para uma sociedade mais ética, inclusiva, sustentável e solidária. Mais informações em: www.frm.org.br

 

Por Revista Imagem | Da Redação, fonte: Linhas Comunicação - Foto: Divulgação


Comments


Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
AnuncieAqui_edited.jpg
Expressa.jpg
AnuncieAqui_edited.jpg
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
bottom of page