top of page

Número de inscritos para o Enem 2021 cai 58,7% em Rondônia

Ao todo, 28.705 pessoas estão inscritas - o menor número registrado nos últimos anos. Alunos relatam dificuldade com as aulas remotas.
 

Revista Imagem - Vilhena-RO |27/07/2021 - 07:36


Rondônia apresentou uma queda de 58,7% nas inscrições confirmadas para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, com relação à edição de 2020. Ao todo, 28.705 pessoas pagaram a inscrição - o menor número registrado em pelo menos cinco anos.


Dos 24 municípios com inscrições, Porto Velho lidera o ranking com 12.001 candidatos, seguido por Ji-Paraná com 2.323 e Cacoal com 1.938.


Veja o números de inscritos no Enem 2021 nos principais municípios de Rondônia:

Ariquemes: 1.758

Cacoal: 1.938

Guajará-Mirim: 1.193

Jaru: 1.048

Ji-Paraná: 2.323

Porto Velho: 12.001

Rolim de Moura: 1.307

Vilhena: 1.744


A queda vertiginosa no número de candidatos acompanha o panorama nacional. Os dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) mostram que em todo Brasil o número de inscritos é o menor desde 2005.


Inicialmente, 40.692 pessoas solicitaram a inscrição em Rondônia e apenas poucos mais da metade chegou a pagar a taxa de R$ 85. Considerando que todos os anos há abstenções, a quantidade de pessoas vão realmente fazer a prova pode ser ainda menor.


Quais os motivos das desistências?

A pós-doutora em educação, Rosangela Hilário, diz que não é muito difícil analisar o motivo das desistências.


“A última coisa que as pessoas estão pensando nesse momento é em dar continuidade aos estudos superiores. As pessoas estão pensando em como vão sobreviver, como é que elas vão comer, como é que elas vão pagar as suas contas”, analisa.


Segundo Rosangela, muitos alunos, sobretudo os de baixa renda, viam na universidade uma oportunidade de melhorar a condição de vida através do conhecimento é impossibilitado de correr atrás do sonho, muitas vezes porque precisa ajudar a família financeiramente.


Outro possível causa apresentada pela professora é a falta de credibilidade, principalmente após a realização da prova em meio à protestos feitos por pais, professores e alunos que pediam o adiamento por conta da crise instaurada pela pandemia da Covid-19. "Foi o Enem mais bagunçado que já se viu desde que o exame passou a existir", opina.


Rondônia foi o estado com mais abstenções no primeiro dia do Enem 2020 feito em meio à pandemia da Covid-19. De quase 70 mil inscritos, 41.798 candidatos deixaram de fazer a prova.


Dificuldades com as aulas remotas

Tiago Rafael tem 23 anos e há anos estuda para o Enem. De todos eles, os últimos dois são os mais desmotivantes por conta das aulas remotas, mesmo que os professores tentem melhorar as interações. Esse ano ele não é um dos inscritos no exame, tanto por desmotivação, quanto por falta de tempo.


“Não tem muito estímulo como na sala de aula. Acho que o ritmo monótono das aulas online cria uma barreira pra estudar. Pra uma prova como o Enem, que é longa e cheia de conteúdo, você precisa estar focado naquilo que tá estudando”, disse.


A coordenadora e professora no cursinho pré-Enem da Prefeitura de Porto Velho, Rose Vital, revela que nos últimos dois anos não houve redução na média de pessoas que o curso atende, mas as desistências permanecem.


Os principais motivos são dificuldade no acesso à internet, cansaço causado pelo trabalho e dificuldade de foco. “Esses dias um aluno falou ‘professora eu não estou conseguindo me concentrar estudando em casa. É uma pessoa que liga a TV, outra que fala e eu não estou conseguindo’”, conta.


Seleção na Unir

Este ano a Universidade Federal de Rondônia (Unir) adotou um novo método de seleção, levando em consideração o baixo número de pessoas que realizaram a prova do Enem em 2020. Agora, além das notas do exame, os candidatos podem usar o histórico escolar do ensino médio.

 

Por Revista Imagem |Fonte: G1


Comentários


Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
AnuncieAqui_edited.jpg
Expressa.jpg
AnuncieAqui_edited.jpg
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
bottom of page