Governo autoriza concurso para Segurança Pública de Rondônia

No total serão 8 vagas para Corpo de Bombeiros Militar, 20 vagas para Polícia Militar e 379 vagas para Polícia Civil de Rondônia.

Revista Imagem - 11/12/2020 08:16


Após deliberações da Mesa Estadual de Negociação Permanente (MENP), o Governo de Rondônia autorizou o início dos procedimentos administrativos para a realização do concurso público para as forças que integram a Segurança Pública do Estado: Corpo de Bombeiros Militar, Policia Militar e Policia Civil de Rondônia. O certame está com data prevista para acontecer no segundo semestre de 2021. O anúncio foi feito pelo próprio governador do Estado, coronel Marcos Rocha, na noite de quinta-feira (10), durante transmissão ao vivo pela rede social.


Ao anunciar a autorização para o concurso público, o governador destacou os investimentos que vêm sendo aplicados na Segurança Pública e lembrou das ações que superaram as dificuldades desde ano de 2020, devido à pandemia do coronavírus.


Conforme anunciado pelo governador, para o Corpo de Bombeiros, serão ofertadas cinco vagas para oficiais combatentes, que trabalha no combate ao fogo; três oficiais do quadro complementar, que é para áreas de engenharia e arquitetura, uma vez que a corporação atua na fiscalização de obras e pareceres.


Para a Polícia Militar, serão abertas 20 vagas para os cargos de oficiais combatentes. Os aprovados nesta área do concurso farão o Curso de Formação de Oficiais no estado de Goiás.


Já a Polícia Civil, o Governo de Rondônia abrirá, no total, 379 vagas divididas da seguinte forma: serão 10 vagas para delegados; 10 para médicos legistas; 175 para agentes de polícia; 120 para escrivão; 50 para papiloscopistas e 14 para técnico em necropsia.


MEDIDA NECESSÁRIA


Em live ao vivo pela sua rede social, o governador Marcos Rocha demonstrou-se satisfeito pela decisão e deseja que pessoas capacitadas possam preencher os cargos oferecidos.


O governador também deixou claro que o concurso na área de Segurança Pública não aumentará a folha de pagamento, uma vez que muitos profissionais foram aposentados, passaram em outro concurso ou até mesmo saíram da carreira, deixando o quadro de efetivo com uma significativa necessidade.


“Vamos avançando, em busca do desenvolvimento, fazendo com que o Estado se fortaleça e se torne mais próspero da melhor forma possível, trazendo atendimentos de qualidade à população rondoniense da forma que ela merece”, pontua o governador, dando destaque às medidas promovidas com sabedoria, mesmo diante das dificuldades enfrentadas pela pandemia da Covid-19.


Durante o encontro da Mesa Estadual de Negociação Permanente, também foi decidida pela regularização da Polícia-Técnico Científico (Politec), a qual irá gerar uma economia aos cofres públicos estadual. A MENP é composta por secretários e demais autoridades que se reúnem para deliberar assuntos que impliquem diretamente no funcionamento adequado do Estado, entre eles, dessa vez, o concurso público.


Com um prazo suficiente para os concurseiros se dedicarem aos estudos, todas informações referente à questão legal como a idade, tipo de formação ao ingresso, informações referente ao quadro oficiais de combatentes e complementares do Corpo de Bombeiros, irão constar nos editais do concurso público.

Por Revista Imagem - Texto Emanuelle Pontes

Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS