Estado destina verbas para construção de Centros de Assistência Social

25 municípios estão aptos a receber os recursos destinados para a construção dos CRAS, que totalizarão R$ 10 milhões

Revista Imagem - Publicado em 18/08/2020 18:41


O sonho de ampliação e melhor oferta dos atendimentos está nos planos do Governo do Estado desde o início da atual gestão. Os resultados estão fazendo história em Rondônia. Seguindo estes mesmos mesmos passos, a Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas) tirou do papel o Plano de Construção de 25 Centros de Referência da Assistência Social (Cras), que são a porta de entrada para o acesso às famílias vulneráveis.


Nesse sentido, a Seas destinou na última semana recurso de R$ 400 mil por meio de convênio, para a construção inicial de seis Cras, beneficiando assim os municípios de Alta Floresta, Cabixi, Colorado do Oeste e Primavera de Rondônia. O Cras de Rolim de Moura, que também foi beneficiado pelo recurso, está em fase de finalização das obras.


“Essas famílias merecem um atendimento digno onde possam ser assistidas. O Plano de Construção é um sonho que saiu do papel”, destacou a primeira-dama e secretária da Seas, Luana Rocha.


Segundo Fabiane Passarini, coordenadora de Política Assistencial do Estado de Rondônia, o primeiro passo para dar início à construção dos Cras foi o planejamento. Com base no levantamento do Censo Suas 2016, observou-se que do total de 61 Centros de Referência de Assistência Social distribuídos nos 52 municípios, 56% desse total funcionavam em prédios próprios, 18% em espaços cedidos e 26% em espaços alugados. A média de atendimentos nesses centros por ano é de 2.500 famílias.


“Os Cras exercem hoje um papel fundamental no atendimento à população, com a oferta de serviços essenciais como: acesso aos programas Bolsa Família (governo federal), Criança Feliz e Criança Feliz Mais (federal e estadual), Mamãe Cheguei (estadual), cadastramento no CadÚnico, acesso ao Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCVF), Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif) Benefício de Proteção Continuada na Escola (BPC) e demais serviços”, ressaltou a coordenadora.


Ampliação


Ao todo, 25 municípios estão aptos a receber os recursos destinados para a construção dos centros de referência, totalizando R$ 10 milhões em repasses financeiros. Em contrapartida, segundo a coordenadora, o município entra com a regularização e preparo do terreno, projeto arquitetônico segundo as recomendações do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO) e a contrapartida financeira complementar aos custos da execução da obra.


“O Plano de Construção é algo novo, que vem a fortalecer o protagonismo da Política de Assistência Social no Estado de Rondônia”, frisou Passarini.

Por Anayr Celina



Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS