Em parceria com o CNPq, Governo de Rondônia oferta bolsas para pesquisadores doutores

Prazo para pesquisadores se inscreverem é até às 18 horas do dia 21 de julho.

Revista Imagem - Vilhena-RO |09/07/2021 - 16:49


O Governo de Rondônia divulgou, na quinta-feira (9), o Edital nº 1/2021/Fapero-Presidência de bolsas para pesquisadores que desejam atuar no programa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional (PDCTR) de Rondônia, que tem o objetivo de atrair e fixar doutores no Estado, atendendo ao seu Planejamento Estratégico.


As inscrições para as três bolsas disponíveis podem ser feitas até dia 21, às 18h, e todo o processo atende a regulamentações da Fundação Rondônia de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa do Estado de Rondônia (Fapero) que, segundo Juliana Ferreira, da assessoria do Gabinete, é uma proposta completa para atrair pesquisadores mais engajados e bem conceituados. A ação têm a parceria e incentivo do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).


REGIONALIZAÇÃO E INTERIORIZAÇÃO


De acordo com os termos do edital, a ideia é estimular a fixação de recursos humanos com experiência em Ciência, Tecnologia e Inovação e/ou reconhecida competência profissional em instituições ou empresas, públicas ou privadas, de ensino superior e/ou pesquisa em CT&I no Estado de Rondônia, que atuem em investigação científica, tecnológica ou inovação, distribuídos em duas vertentes: da regionalização, que concederá bolsas exclusivamente a doutores que sejam formados ou radicados em outros estados; e da interiorização, que consiste na atração de doutores formados/radicado no Estado, para atuarem nas microrregiões conceituadas pelo CNPq como de baixo desenvolvimento científico e tecnológico, fora das áreas metropolitanas.


De acordo com Juliana Ferreira, as propostas podem ser apresentadas em uma única categoria, “com apoio financeiro”, na modalidade de bolsa DCR (Desenvolvimento Científico Regional) nível C, em que os candidatos selecionados farão jus ao financiamento do projeto pela Fundação no valor máximo de até R$ 30.166,00, em duas parcelas, a serem efetuadas durante a vigência de seu projeto.


ÁREAS DE ATUAÇÃO


A dirigente da Fapero explicou que serão apoiados, prioritariamente, projetos nas áreas de: Bioeconomia, Biotecnologia, Saúde; Agricultura, Agronegócio e Saúde Animal; Engenharia; Ciências Exatas e da Terra; Desenvolvimento Regional e Sustentável; Recursos Hídricos; Direitos Humanos; Energia Sustentável; Relações Internacionais; Tecnologia da Informação; Governança na Internet e Digitalização, de modo a atender a proposta do Edital e aos interesses do Estado de Rondônia e do CNPq.


Da mesma forma, são também considerados prioritários, diante de sua característica essencial e transversal, os projetos de pesquisa básica, na área de humanidades e ciências sociais que contribuam, em algum grau, para o desenvolvimento das áreas prioritárias da proposta o projeto.


RECURSOS E ITENS FINANCIÁVEIS


De acordo com os termos do edital, o financiamento das propostas aprovadas nesta chamada será no valor de R$ 591.301,00 do CNPq, para implementação de bolsas DCR nível C e pagamentos de auxílios relacionados às três bolsas da chamada, oriundos do orçamento do CNPq, e ainda, R$ 90.498,00 da Fapero, para o pagamento de três auxílios custeio aos projetos contratados oriundos do seu próprio orçamento. Desse modo, o valor global da proposta é de R$ 681.799,00, para a concessão de primeiro ciclo (2021-2024) de três bolsas DCR-C, por 36 meses no Estado de Rondônia, conforme previsão editalícia.


O Edital nº 1/2021/Fapero pode ser acessado aqui, onde os interessados podem buscar todos os dados e informações complementares do certame.

Por Revista Imagem | Texto: Cleuber Rodrigues Pereira

Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS