Em 3 meses, posto de Saúde do Setor 12 faz quase 10 mil atendimentos

Unidade é responsável por 11 bairros e começou a atender em 13 de abril deste ano, após 5 anos de expectativa dos moradores

Revista Imagem - Publicado em 20/07/2020 19:35


VILHENA - Aguardado há cerca de cinco anos, o posto de Saúde do Setor 12 agora é uma realidade. Em apenas três meses de funcionamento, a unidade já fez quase 10 mil atendimentos, beneficiando sua área de cobertura que envolve 11 bairros e cerca de oito mil pessoas. Importantes para a prevenção, acompanhamento e tratamento adequado, os postos de saúde têm assumido importante papel no combate à pandemia do novo coronavírus em Vilhena.


“O prédio estava parado aqui há vários anos e nós sabíamos que era possível adequar ele para o atendimento. Por isso, depois de uma ampla reforma e adequação, o postinho agora está ‘novinho em folha’, atendendo quase 200 pessoas por dia útil, conforme nosso último relatório, de julho”, explica a coordenadora do postinho, Weslaine Amorim.


De acordo com o técnico Gilmar Rodrigues Ramos, encarregado do abastecimento de dados no E-SUS, sistema eletrônico de dados do Ministério da Saúde, o posto de Saúde do Setor 12 realizou, de 13 de abril, data em que passou a funcionar, até o dia 13 de julho um total de 9.717 atendimentos, chegando a registrar média de 184 atendimentos por dia útil em julho. Ao todo, desde que abriu as portas, o posto fez atendimentos em grande quantidade em todas as suas equipes: médicos (1.846), enfermeiros (509), técnico em enfermagem (1.586), vacinadores (255) e agentes comunitários de saúde (5.521). O fluxo de atendimento no posto, assim, resulta em um total de 3.239 atendimentos a cada 30 dias.


Responsável pelos bairros Assosete, Jardim Vitória, Setor 12 e 13, Parque São Paulo, Embratel, Belém, Hípica, Ipê, Iquê e Jardim Araucária, o posto tem mais de oito mil pacientes sob sua supervisão.


Importante para o controle da pandemia no município, a Atenção Básica e seus diversos postos de Saúde prestam atendimento aos casos suspeitos ou confirmados de covid-19 com prescrição de medicamentos, emissão de atestados médicos, avaliação de sintomas, acompanhamento de evolução do quadro clínico, encaminhamento para exames e, até mesmo, solicitação para internação.

Por Revista Imagem | Texto: Herbert Weil - Foto: Assessoria


Russi 1

Brandão 3

Expressa 3

Recco 1

CNA 1

Souza 1

Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

© Copyright 2020 

Gráfica e Editora Expressa Ltda.

  • Ícone do Facebook Branco