Crime bárbaro: Pai mata a própria filha de 1 ano a pauladas em Ariquemes

Pai assassino fugiu do local, mas voltou e se entregou à polícia

Revista Imagem - 26/06/2020 13:00

A polícia de Ariquemes registrou um crime bárbaro e cruel praticado por Diones Santos Silva contra sua própria filha Aline Santos Souza Silva, de apenas 1 ano e nove meses. Ele assassinou a criança com mecanismo de esganadura, enforcando-a; em ato contínuo o pai da vítima desferiu várias pauladas na nuca e no crânio dela.

O crime aconteceu na noite desta quinta-feira (25) por volta de 19h30, em uma propriedade localizada na Linha C-55 da RO-257, rodovia estadual que interliga Ariquemes ao distrito de 5º Bec, no trevo de acesso a para Machadinho do Oeste.

Aline foi buscada na casa dos avós, pais de Diones, onde ela estava sendo cuidada provisoriamente, pois seus pais haviam se separado recentemente. A outra criança do casal e o pai de Diones confirmaram a polícia os fatos, segundo informou o delegado Leandro Balensiefer, que também se deslocou com uma equipe de policiais ao local do crime.


A Polícia Militar foi informada do crime e se deslocou até a Linha C-55 e conseguiu prender o pai assassino que fugiu do local, mas voltou e se entregou as autoridades policiais.

Havia uma medida protetiva em desfavor de Diones que não aceitava a separação e queria reatar o relacionamento, forçando sua ex-companheira a entrar com a ação judicial para impedi-lo de se aproximar dela. “Ele se utilizou da confiança dos pais pra pegar a criança e fazer o que ele fez”, pontuou o delegado de Ariquemes. A polícia informou que Diones criou um perfil falso no facebook para fazer contato com a ex-esposa, e ao tomar conhecimento que ela já estava em outro relacionamento ficou possesso e transtornado e decidiu assassinar a própria filha como meio de vingança. Segundo o delegado Leandro Balensiefer o pai de Diones que é avô da vítima relatou que seu filho pegou Aline em sua casa alegando que estava com saudade da criança, e passou a tarde inteira com ela. “O infrator conversou com a gente tranquilo, em nenhum momento demonstrou arrependimento. Fora isso também, não há nenhum sinal de insanidade mental por parte do pai da criança, ele sabia o que estava fazendo, ele tinha consciência e tinha vontade de praticar o que ele fez”, disse o delegado.

O pai de Diones disse que o ato bárbaro cometido por seu filho transformou a vida de sua família em um pesadelo e que ele nunca imaginava que Diones iria cometer um ato dessa natureza com a própria filha. “Eu tô muito abalado, muito triste. Se ele já está preso está no lugar que merece”, declarou o avô da criança.

Por Correio Central


Russi 1

Brandão 3

Expressa 3

Recco 1

CNA 1

Souza 1

Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

© Copyright 2020 

Gráfica e Editora Expressa Ltda.

  • Ícone do Facebook Branco