Brasil deve ter novo recorde de colheita de grãos na safra 2021/2022

Primeira estimativa da Conab indica produção de 289,6 milhões de toneladas.
 

Revista Imagem - Vilhena-RO | 26/08/2021 - 12:40


Ao que tudo indica, as dificuldades enfrentadas no campo com a pandemia da covid-19 e as adversidades climáticas não tiraram o otimismo dos produtores rurais. Em sua primeira projeção para a safra de grãos 2021/2022, divulgada nesta quinta-feira (26), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê uma colheita total de 286,6 milhões de toneladas — um novo patamar recorde, se a previsão se confirmar.


O resultado deve ser impulsionado pela produção de soja projetada em 141 milhões de toneladas, com crescimento de 3,9% em relação ao ciclo 2020/2021, quando o país colheu 136 milhões de toneladas. Se consolidado, este também será um volume nunca visto no Brasil, o que manterá o país como o maior produtor e exportador da oleaginosa no mundo.


Espera-se também uma expansão de quase 34% na produção de milho, que poderá atingir 116 milhões de toneladas, somando-se as três safras do grão. No ciclo anterior, perdas de produtividade causadas pelo clima, resultaram em uma colheita de 86,7 milhões de toneladas.


Para o arroz, a expectativa é de um pequeno aumento de produção, de 0,4%, com projeção de 11,8 milhões de toneladas (ante as 11,7 milhões da safra 2020/2021).


Já para o feijão, a perspectiva é de manutenção de área e aumento da produção, devido à recuperação da produtividade (5,65%), que foi afetada no último ciclo por causa da estiagem.


No caso do algodão, a Conab estima uma safra de 2,7 milhões de toneladas, aumento de 15,8% na comparação anual.

 

Por Revista Imagem | Texto: Sabrina Nascimento

Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
AnuncieAqui_edited.jpg
Expressa.jpg
AnuncieAqui_edited.jpg
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS