Advogada pega passando celular para preso diz que não sabia da proibição

A senha do cartão não deve ser informada a terceiros

Revista Imagem - 29/06/2020 07:26

Uma advogada de 40 anos foi flagrada passando um celular para um homem preso por tráfico na Central de Polícia em Porto Velho. Segundo a ocorrência, a advogada acompanhava a prisão de seu cliente e pediu para falar com ele próximo a uma cela.


Os policiais notaram movimentação suspeita e passaram a observar melhor as gravações. Eles perceberam que a mulher passou um bilhete ao preso e posteriormente o celular.

Questionada, a advogada negou e disse ter apenas passado álcool em gel em suas mãos. Depois de ser confrontada com as imagens, ela confessou e acabou recebendo voz de prisão.

Com a chegada da comissão da OAB a advogada confessou ter entregado o celular, mas disse que não sabia que era proibido.


Ela foi flagranteada e assinou termo circunstanciado, uma vez que o crime do Artigo 349-A tem pena máxima de um ano.

Por Revista Imagem | Com informações de Rondoniagora



Russi 1

Brandão 3

Expressa 3

Recco 1

CNA 1

Souza 1

Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

© Copyright 2020 

Gráfica e Editora Expressa Ltda.

  • Ícone do Facebook Branco