Abertura de micro e pequenas empresas cresce em Rondônia na pandemia

Foram abertas 585 empresas, aumento de 27% em relação a igual período de 2019.

Revista Imagem - 21/10/2020 14:45


A Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi) do Governo de Rondônia, divulgou o levantamento sobre o crescimento no número de Micro e Pequenas Empresas, que representam 94% das empresas do Estado. Em nove meses, foram abertas 585 empresas, um aumento de 27% em relação a igual período de 2019. Já o número de empresas fechadas chegou a 1.549, com queda em cerca de 32% nesse mesmo período de comparação.


O superintendente da Sedi, Sérgio Gonçalves, destaca que os rondonienses estão superando uma incrível prova de resiliência com capacidade de se adaptar e reinventar. “Passamos por um momento difícil durante o início da pandemia causada pela Covid-19, mas felizmente conseguimos aumentar os nossos números e desenvolvemos formas inovadoras para continuar contribuindo para o desenvolvimento econômico”, afirmou.


De acordo com a coordenadora de Micro e Pequenas Empresas, Janaína Neves, o Estado de Rondônia tem em seu escopo de trabalho a política de microcrédito, que até o momento realizou 1.842 contratos e financiou cerca de R$ 8 milhões do mês de maio a setembro de 2020.


O público-alvo desta ação: empreendedores formais e informais, microempreendedor individual (MEI), microempresa, empresa de pequeno porte, associações e cooperativas, do Estado de Rondônia.


MICROCRÉDITO


O programa foi criado para suprir a necessidade de abertura de linha de crédito, para enfrentar a pandemia causada pelo novo Coronavírus – Covid-19 (Decreto nº 24.887, de 20/03/2020).


Disponibiliza mais de R$ 12 milhões de reais para a população, como acesso ao microcrédito para atividade produtiva ou empreendedora – recurso do Fundo de investimento e desenvolvimento industrial do Estado de Rondônia (Fider). Com taxa de juro zero e limite de R$ 30 mil, pagamento com prazo de 36 meses, com seis meses de carência.


Prioridade para empréstimos até R$ 3 mil, com aval individual ou solidário. O objetivo é combater o superendividamento e injetar recursos na economia estadual.

Texto: Ana Cláudia Barros

Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS