8 médicos e 30 profissionais da saúde estão afastados por covid-19 em Vilhena

Estimasse que pelo menos 120 servidores da Saúde foram afastados do trabalho por contaminação do coronavírus

Revista Imagem - Publicado em 23/07/2020 16:10 - Atualizado às 17:10


VILHENA - Na segunda-feira (20), o médico Jânio Marques Vieira de Souza foi transferido para UTI da Unimed de Cacoal. Diagnosticado com covid-19, o médico que atende no hospital Bom Jesus e no Hospital Regional de Vilhena estava se recuperando da doença em casa, quando o seu estado de saúde piorou e a família decidiu pela remoção para Cacoal.

O caso de Jânio expõe o risco de quem atua na área de saúde nesse período de pandemia. Atualmente, 8 médicos e cerca de 30 profissionais da rede municipal de saúde de Vilhena estão afastados do trabalho por diagnóstico de covid-19.

A informação foi confirmada nesta semana pelo secretário municipal de Saúde de Vilhena, Afonso Emerick, durante reunião com o Comitê Gestor Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus em Vilhena.

Porém, essa é apenas a situação atual. Há 30 dias cerca de 60 servidores estavam afastados por covid-19. A secretaria municipal de Saúde (Semus) ainda não tem a totalização dos casos de afastamento pela doença. Mas extraoficialmente estimasse que pelo menos 120 servidores foram afastados do trabalho por contaminação do coronavírus ou por suspeita.

A Semus tem cerca de 100 médicos e totaliza aproximadamente 850 servidores.


Por Revista Imagem - Texto: José Antonio Sant'Ana -- Foto: Arquivo


Russi 1
Brandão 3
Expressa 3
Recco 1
CNA 1
Souza 1
Informe erro na matéria ou
envie sua sugestão de notícia

Mensagem enviada com sucesso! Entraremos em contato se for o caso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS